Sobre corpos e uma (utópica) libertação de estereótipos

Free Sarcasm

Hoje, como é dia da mulher, falarei de corpos e das exigências feitas sobre eles.

É comum eu ouvir coisas como “ditadura da magreza” que supostamente diria p/ todas as mulheres serem magras como modelos de passarela. Mas, paradoxalmente no meu caso, eu conheci pouquíssimas que se sentiam pressionadas a isso (sem apresentarem algum transtorno alimentar ou de dismorfia corporal).
Na verdade, quando se fala de pressão externa, sempre vi mais em relação a um corpo “malhado””siliconado” “corpão” e não a um corpo meramente magro.

Eis que surge o plus size que, ao invés de ser visto como mais um leque de opções p/ enriquecer o mundo da moda (e aos poucos mudar a exigência do 36 nas passarelas), muitos viram como chance de depreciar as magras.

O plus size deveria servir p/ mostrar que ninguém (principalmente essas que sofrem com dietas rigorosas) precisa desrespeitar os limites do corpo p/…

Ver o post original 383 mais palavras